Abril pode ser vendida a advogado carioca

De acordo com Lauro Jardim, a venda da editora Abril avança.

“O advogado carioca Fabio Carvalho reuniu-se ontem com o alto comando da Abril em sua negociação para comprar a editora fundada por Victor Civita.”

Carvalho é especialista em recuperação de empresas.

Acrescente-se que ele já fez negócios com André Esteves.

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Prepare-se para combater esse “velho Brasil”. AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 57 comentários
  1. Várias empresas dependentes e portanto sobreviventes das benesses ptistas vão trilhar o mesmo caminho, essa midiazinha vendida vai pro mesmo buraco. Estabeleça-se pela competência. Parabéns Ant

  2. bom, se ele for comprar para esquerdar, nem investe, vai perder dinheiro a rodo. Mas se for para criar um canal estilo Fox News, de DIREITA, ai sim, vai ganhar dinheiro adoidado.

  3. KKK e garante 0 emprego da tigrada atual? A fila da Agência do Trabalhador vai crescer bastante já em janeiro, muita gente não vai ter temporada de praia. Ou vão ficar na praia vendendo milho cozi

  4. Os Civitas deram o calote em todo mundo mesmo tendo muito $$$! Absurdo a justiça concordar com essa sacanagem. Prendam esses canalhas e que repatriem seus milhões pra pagar fornecedores e funcionár

  5. Só tem uma MÍNIMA chance de recuperar o grupo, que seria mandar pra fila da sopa todos os esquerdistas que “trabalham” nas revistas do grupo. Se não fizer isso, tem mais é que se *****.

  6. A editora Abril poderia ter ajudado na construção de um país civilizado, mas preferiu participar da revolução cultural marxista. Hoje paga pelo mal que fez ao povo brasileiro. Que sirva de exempl

  7. Não sendo com recursos de fundos de pensão (nem do BNDES), tudo OK. O que preocupa é que a compra seja feita como foi a da Univ. Gama Filho, por um advogado amigo da Dilma – Marcio André Mendes Co

  8. O Antagonista sabe que o que Lauro Jardim fala ou escreve não vale um tostão furado. Vide a maracutaia do Janot e Joesley, à qual ele deu início e na qual O Antagonista embarcou…