Abuso de defesa

O baiano José Rocha quer impor um novo rito à comissão especial do impeachment, com a apreciação de questões levantadas por JEC em sua sustentação oral.

O tempo da defesa passou, Rocha. Você quer presidir a comissão, quer presidir o Supremo?

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 38 comentários
  1. Há uma diferença entre Justiça e Lei porque permitimos isso e nunca cobramos nada. Consequencia imediata, se dá valor aos procedimentos e não aos fatos. Se alguem matar mas as provas forem colhidas de forma diversa da legalidade então contida nos procedimentos aceitos, o assassino não é preso, sequer julgado. Temos que mudar esse conceito absurdo, e batalhar por conteudo (fato) e não pela forma (procedimento). A Justiça de hoje só serve aos interesses de quem tem bons advogados. Classe média tá ferrada e pobre, apesar de ter defensor publico e não gastar, também tem que ter sorte.

  2. quero que postem site endereço telefone e tudo mais sobre ” Assobie contra a roubalheira” quero assinar rubricar deixar marca digital retina e tudo o que for preciso para esse projeto ir adiante

  3. No dia 15/03/2015 o jornal Valor Econômico publicou um artigo sobre a necessidade de uma Lei Whistleblower, vejam aqui: http://www.valor.com.br/opiniao/3957628/por-que-o-brasil-precisa-de-uma-lei-whistleblower

  4. O problema vai ser funcionar na banânia. Depois que descobri que a ouvidoria da Petrobrás era controlada pelo indicado do José Dirceu, para justamente abafar e dedurar as denúncias que ocorriam no interno da empresa, logo percebi o porque o Ouvidor da Eletrobrás encaminha as denúncias (que deveriam ser sigilosas) para o denunciado e com cópia para o gerente do denunciador. A OCRIM não deixa brechas para a tomada de espaços.

  5. luiz O, quanto a ser professoral, é apenas uma questão de respeito. Num ninho de “cobras criadas”, com jornalistas deste naipe – sem favor, o que há de melhor na imprensa nacional, haja vista o que fazem pela Nação os três, comparado a equipes muito mais numerosas, mas sem a mesma inteligência -, há que se entrar pedindo licença e sem querer dar uma de gostoso. O literal “soprador de apito”, em inglês, está sendo usado hoje para designar o cara que primeiro chama a atenção para um desvio de conduta, onde quer que seja. Daí achar que apitar, neste caso, é melhor que assoviar.

  6. Mauro, você bagunçou mais ainda. “WHISTLE-BLOWER: a person who tells someone in authority about something illegal that is happening, especially in a government department or a company.” (Cambridge Dictionary). E qual o problema em ser “professoral”?

  7. “Assobie contra a roubalheira”??? Malucou, Mário? Com a inteligência vivente no Brasil, a patuleia ignara pegará o telefone e ficará assobiando para o aparelho. Logo se fará acompanhar de berimbau e reco-reco. “Assobie” não será adequado. E “zurrar” tampouco, porque, nesse caso, as linhas ficariam congestionadas. rsrsrs. Haverá que pensar em uma expressão melhor. Concorda? Minha sugestão, seguindo a flatulência musical, tão ao gosto nacional dos brasileiros: “Faça um Funk nominal da corrupção que vc vê”. E entre parênteses, (nominal é dar nome aos bois, sacou?).

  8. No tempo dos governos militares a coisa funcionava dessa forma… a carroça nunca poderia ficar na frente do burro pois, se ficasse, aconteceria tudo isso que estamos assistindo. As delações também existiam mas, de outra forma. Uma autoridade constituída não podia ficar livre de um acompanhamento, o grampo era para todos. A diferença para os dias de hoje, é que o GOVERNO comanda e incentiva a disputada pela corrupção, os os envolvidos se beneficiam dela, a justiça lenta, morosa e, as vezes aparelhada, julga a meio pano. Felizmente tudo está mudando para melhor, viva o Juiz Moro.

  9. Sem querer ser professoral, “whistleblower” é, literalmente, “soprador de apito”. Serve para um guarda de transito (ou não), um salva-vidas, um guarda noturno, um chefe de plataforma de trem, etc. e o faz para chamar a atenção de alguém ou da comunidade para um fato de interesse desta. Talvez a melhor expressão fosse então, “Apite contra a roubalheira!” . Eu, que passo o dia assoviando, associo este ato a uma coisa mais prazerosa. Apito, não, é chato pra cacête e incomoda.

  10. “Whistleblowing” no caso é um termo usado para designar “”dedurar” ou “denunciar”. O slogan ficaria melhor com algo como: Denuncie a corrupção – agora é legal e a Justiça aceita!

  11. Ps.: na linha do Foro de São Paulo, a política de desarmamento no Brasil (promovida pelo governo bolivariano petista) não foi especialmente para reduzir a criminalidade no país. Foi, principalmente e intencional, para desarmar a população e evitar qualquer reação contra a política bolivariana. Estratégia de guerrilha eles entendem muito…

  12. Na real, aqui em Sto André tudo o que vem do gov. estadual é manipulado para parecer que a cidade é preterida, por pura guerra política. Isso com um gov feito pelo Alckmin que sabemos todos que está mais pra mortadela do que pra tucano.

  13. Se a moda de recompensa pega no Brasil… Afff… Não sobra um político fora da cadeia. Motivo? PTistas militontos comprados, iriam correndo, trocar o Kit mortadela básico – um lanchinho e 30 “Real” – pela “Deduração Geral”. Teríamos fotos, escutas telefônicas, vídeos… provas que não acabam mais. Que maravilha. Um verdadeiro milagre!

  14. se alguém tinha esperanças na LAVA JATO, comece a procurar outro salvador : ” Documentos indicam grampo ilegal e abusos de Moro na origem da Lava Jato . http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2016/04/03/documentos-indicam-grampo-ilegal-e-abusos-de-poder-na-origem-da-lava-jato.htm” VÃO TIRAR SERGIO MORO DO CASO. O “PEGA” QUE ELES PRECISAVAM, PARECE QUE FOI ENCONTRADO. POVO NA RUA ….

  15. Se puder ser apitar, tô nessa. Não sei assobiar. Ou, melhor, alguém poderia produzir um “instantwhistleblowing.com”, como aquele do cacerolazo.Ficaria o dia todo assobiando neste país.

  16. Apite contra a corrupção é melhor e faz mais barulho. Só falando sobre algo que não tem nada a ver com o assunto, mas que tem tudo a ver: estamos, mais uma vez, com cortes de água em Sto. André. Ano passado, diziam que pela restrição hídrica a sabesp não fornecia água, este ano mudaram a desculpa, mas a razão é uma só: prefeitura do PT fazendo guerra contra um governo do PSDB. Quem paga o pato somos nós, os contribuintes. Pronto, já soprei meu apito.

  17. Link: https://m.youtube.com/watch?v=xMBVpDy38fk Dr. Hélio Bicudo convida todos os brasileiros a participarem do Grande Ato em defesa das instituições brasileiras, no dia 04/04, às 19:00hrs, no Largo São Francisco.

  18. Convite #01 – Ato em defesa das instituições – Dr. Hélio Bicudo Dr. Hélio Bicudo convida todos os brasileiros a participarem do Grande Ato em defesa das instituições brasileiras, no dia 04/04, às 19:00hrs, no Largo São Francisco. link: Convite #01 – Ato em defesa das instituições – Dr. Hélio Bicudo