Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ação contra Aécio ficou um ano parada e sem juiz

Na investigação, o primo do tucano foi filmado recebendo uma mala de dinheiro do executivo Ricardo Saud, delator do grupo J&F
Ação contra Aécio ficou um ano parada e sem juiz
Foto: Câmara dos Deputados

A ação do Ministério Público Federal contra Aécio Neves pelo suposto pagamento de propinas da JBS ficou parada na Justiça Federal em São Paulo por mais de um ano, diz a Crusoé. 

Motivo: esse foi o período que o Judiciário levou para definir quem seria o magistrado competente para julgar o caso.

No final de abril, o juiz federal Fernando Toledo Carneiro recebeu a ação e firmou sua competência.

Na investigação, o primo de Aécio foi filmado recebendo uma mala de dinheiro do executivo Ricardo Saud, delator do grupo.

Leia aqui a íntegra. Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO