ACESSE

Acende o alerta em relação às eleições municipais

Telegram

Aumenta a preocupação de lideranças partidárias em Brasília em relação ao impacto do avanço do novo coronavírus no calendário eleitoral deste ano.

Até o início desta semana, presidentes de partidos ouvidos por O Antagonista diziam que ainda era muito cedo para avaliar possíveis mudanças.

Hoje, em reservado, alguns já acreditam que será difícil cumprir todos os prazos legais do processo pré-eleitoral — o pleito, como se sabe, está marcado para outubro.

Ontem, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que o país vai passar por um estresse nos próximos 60 a 90 dias.

Leia também: CORONAVÍRUS: INFORMAÇÃO É (AINDA) MAIS IMPORTANTE NA GUERRA.

Comentários

  • PAULO -

    Só não ponham o dinheiro do fundo eleitoral nas mãos desses políticos.

  • Herbert -

    Aproveita e marca para 2022 acabando com essa palhaçada de eleições a cada 2 anos.

  • João -

    Após o pico da crise, com todas as dificuldades econômicas que sofreremos, se um sujeito vier falar de eleições, vai apanhar!, Há que se determinar já a prorrogação dos mandatos municipais por

Ler 11 comentários