"Achei até meio bundão o Bolsonaro não falar o meu nome"

Telegram

Na entrevista à Jovem Pan, Kim Kataguiri respondeu aos ataques de Jair Bolsonaro durante a live semanal nas redes sociais, ontem.

Kim lamentou o fato de o presidente não ter sequer citado o seu nome.

“Achei até meio bundão o Bolsonaro não falar o meu nome. Pelo amor de Deus. Sou um deputado mirrado, semijaponês, de baixo clero”, brincou o líder do MBL.

Segundo Kataguiri, Bolsonaro só o atacou por causa do filho, Eduardo.

“Ele [Eduardo] precisava de algum pretexto para me atacar. Na noite anterior, quando tinha sido aprovado [o projeto sobre criminalização das fake news], o primeiro a soltar um tuíte foi o deputado Hélio Negão. Eu fui lá no gabinete dele, depois da votação, e falei: Hélio, você não entendeu a lei. Eu li e expliquei, ele disse que estava errado. Fez a errata e publicou.”

“No outro dia, o Eduardo Bolsonaro falou: ‘a lei do Kim vai dar prisão de 2 a 8 anos'”, prosseguiu Kataguiri. “Eu o chamei para discutir isso no plenário, e esperei das 14h às 15h. Ele não apareceu. Aí ele foi lá pedir ajuda para o pai.”

Comentários

  • Cassiapintoribeiro@Y -

    Agora brigam com cães pelo o osso pra mim não é novidade. E pra vocês? Já sei. Agora o antagonista vai defender o Moro e atacar o bolsonero. Já estão preparando o candidato para 2022. ?Estamos

  • Luiz -

    Ele Ainda se mantém no cargo, mas, até quando?

  • Luiz -

    Ele Ainda se mantém no cargo, mas, até quando?

Ler 139 comentários