ACESSE

Adélio se recusa a receber tratamento psiquiátrico

Telegram

Adélio Bispo de Oliveira, o esfaqueador de Jair Bolsonaro, não toma remédios e se recusa a receber tratamento psiquiátrico na penitenciária federal de Campo Grande, relata a Época.

“Ele se recusa a tomar qualquer remédio desde que deu entrada aqui, mas isso será feito mesmo contra a vontade do meu cliente, agora que temos o diagnóstico”, disse o advogado de Adélio, Zanone Manuel de Oliveira Júnior.

O esfaqueador de Bolsonaro, então candidato à Presidência, foi diagnosticado com transtorno delirante persistente.

Bolsonaro muda: quem ganha poder no Planalto? (e quem perde) Leia mais

Comentários

  • DAISY -

    Claro que isso comprova que tudo não passou de um bom arranjo e Adélio não tem nada de "louco". É muito esperto. Quer curtir só o melhor da punição. Só no Brasil...

  • Teresa -

    Nenhuma novidade, todo paciente psiquiátrico boicota o tratamento, faz parte do quadro.

  • Maria -

    😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

Ler 137 comentários