Advogado aciona CNJ para apurar conduta de juíza olavista

Advogado aciona CNJ para apurar conduta de juíza olavista
Redes sociais

O advogado José Trad pediu ao Conselho Nacional de Justiça a abertura de processo disciplinar contra a juíza Ludmila Lins Grilo por, segundo ele, “defender aberta e entusiasticamente” a aglomeração de pessoas nas festas de fim de ano.

A juíza, queridinha nos círculos olavistas, vem postando no Twitter vídeos e mensagens contra o distanciamento social. Ontem, divulgou nas redes vídeo ironizando a obrigação de usar máscaras no shopping, com um “passo a passo”: tomar sorvete e caminhar naturalmente.

“Ao se manifestar contra as recomendações das autoridades sanitárias, embora não tenha formação e não seja médica sanitarista, o público que tem acesso ao conteúdo das postagens da doutora Ludmila Lins Grilo passa a confundir a opinião, infundada, da magistrada com a da magistratura”, diz o advogado no pedido.

A decisão, de apurar ou não a conduta da juíza, cabe à corregedora nacional de JustiçaMaria Thereza Rocha de Assis Moura, que é ministra do STJ.

Leia mais: Não deixe de ler a edição especial da Crusoé, a revista que fiscaliza TODOS os poderes.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO