ACESSE

Advogado de Lula diz que atuou com Adriana Ancelmo na Fecomércio

Telegram

O advogado Cristiano Zanin Martins, genro e sócio de Roberto Teixeira, depôs hoje ao juiz Marcelo Bretas como testemunha de defesa de Adriana Ancelmo, cujo escritório é investigado por receber R$ 13 milhões da Fecomércio/RJ, presidida por Orlando Diniz, amigo de Sérgio Cabral.

Zanin disse que conheceu Adriana quando o escritório dela foi contratado para atuar num caso em que o dele (Teixeira Martins Advogados) já atuava. Segundo o advogado, os dois escritórios passaram a representar a Fecomércio numa disputa judicial contra o Sesc.

Ele garante que Adriana teve atuação direta nos processos e participava de todas as reuniões que envolviam estratégia jurídica, segundo O Globo. O MPF suspeita que Adriana recebeu sem prestar serviços – provavelmente para lavar propina.

Ao defender Adriana, Zanin também se defende.

A Fecomércio gastou milhões com escritórios de advogacia, incluindo o de Adriana Ancelmo, o de Cristiano Zanin e Roberto Teixeira e o de Tiago Cedraz, filho do ministro do TCU Aroldo Cedraz.

Comentários

  • RONALDE -

    Lavanderia em grande escala.

Ler comentários