Advogado de Temer diz que 'o crime é um fenômeno social'

Além de dizer que “corrupção não se vence com cadeia” e sugerir a proibição da transmissão das sessões do STF, Antonio Claudio Mariz de Oliveira, advogado e amigo de Michel Temer, disse no fórum do Estadão que “o crime é um fenômeno social e que pode acontecer com qualquer cidadão”.

“Criou-se expectativa exclusiva para a culpa, para a condenação. Ninguém pensa que aquele homem pode ser inocente, pode ter uma culpa, mas não daquela importância, uma responsabilidade menor. A mídia transformou o crime, que é uma tragédia, em um espetáculo. O clamor que se deu ao crime desviou por completo a visão que se deve ter desse fenômeno.”

O advogado afirmou também que o Brasil está caminhando para “uma situação de intolerância muito grave”.

“A sociedade está vendo na prisão a panaceia para todos os males, um instrumento de redenção.”

Comentários

  • Alexandre -

    Tudo bem, não vamos prender. Vamos somente tomar TODOS os bens, incluindo sua moradia. Quem vai querer roubar???

  • Sol -

    É cansativo ouvir dos advogados, muitos deles abjetos, que a criminalidade é social. Não é, nunca foi e nunca será. O Brasil está cheio de pobres e a minoria deles que comete o crime está presa e nunca teve a ajuda do advogado acima. Os clientes deles são do quilate de sua excelência o presidente.

  • CESAR -

    Os tempos são outros , os cidadãos hoje não aceita acordos por trás das cortinas A justiça tem que tratar a todos iguais . A época em se dizia pejorativamente que uns são mais iguais que outros esta passando Os EEUU estão mostrando ao mundo que a liberdade ecunomica e a política andam juntas

Ler 67 comentários