Advogado de Temer repete o mantra da guerrilha virtual

O advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira atribuiu a uma “razão política” as suspeitas contra Michel Temer e, assim como vem fazendo a tropa virtual do PMDB, insinuou ao Estadão que a TV Globo é a responsável pela “instrumentalização” delas.

Eis o trecho da entrevista:

O presidente, como o servidor número um, não teria de estar acima de qualquer suspeita?

Teria, agora, será que as suspeitas têm base fortes? É isso que precisamos verificar. Ou será que essas suspeitas têm origem num momento político, numa razão política, e essas suspeitas foram instrumentalizadas e bem instrumentalizadas por uma rede de televisão, juntamente com o Ministério Público? Eu não sei. Eu acho que sim, mas o que fazer? Ele (Temer), se sentindo absolutamente perseguido, inocente, não deve dar continuidade à luta para provar sua inocência?”

Culpar a Globo é o método-padrão de Lula.

Temer está igual ao comandante máximo.

Faça o primeiro comentário