Advogado insiste em prisão domiciliar 'humanitária' para Maluf

O advogado de defesa de Paulo Maluf comentou a decisão do juiz Bruno Macacari de adiar por dez dias a definição sobre o pedido de prisão domiciliar do deputado.

Segundo o advogado, o juiz agiu “de maneira técnica, responsável e consciente do grave caso que está para ser decidido”.

“A defesa (…), no entanto, insiste e reclama, com o respeito devido, que toda esta justa e correta discussão poderia se dar com o dr. Paulo, em caráter preventivo e humanitário, em prisão domiciliar à espera da decisão final”, acrescentou.

Humanitário é devolver aos pobres o dinheiro público que o velho ladrão roubou.

Comentários

  • Alcivaldo -

    Existe roubo humanitário?

  • -

    Chega de teatro. Por que não pensou nisso quando estava cometendo as falcatruas. Prisão domiciliar é ausência de pena. Fica quieto aí malandro!

  • Valéria -

    "Humanitário" é para seres humanos. Este monstro corrupto, responsável indiretamente pela morte de centenas de pessoas na fila do SUS, não merece piedade. Além do que, existem vários presos pobres com doenças graves cumprindo pena. A doença deles (dos pobres) não é atenuante para os crimes que cometeram. Por que a do larápio Maluf seria?

Ler 69 comentários