Advogados de Lula batem cabeça

Ontem, o Instituto Lula divulgou que as obras no triplex do Guarujá foram feitas porque “Lula e Marisa avaliaram que o imóvel não se adequava às necessidades e características da família, nas condições em que se encontrava.”

E ainda:

Que o casal desisitiu da compra “porque, mesmo tendo sido realizadas reformas e modificações no imóvel (que naturalmente seriam incorporadas ao valor final da compra), as notícias infundadas, boatos e ilações romperam a privacidade necessária ao uso familiar do apartamento”.

Hoje, Nilo Batista afirma que na Folha que “o empresário Léo Pinheiro, da OAS, insistiu para que fosse feita uma reforma no apartamento reservado ao presidente, no Guarujá. Mas que Lula só soube do custo da obra pelos jornais. E, ao saber do preço, desistiu.”

O Antagonista acha que os advogados de defesa de Lula estão batendo cabeça. É preciso ter a mesma versão, pessoal.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200