Aécio, claro, quer Gilmar

A defesa de Aécio Neves pediu a Edson Fachin que seja redistribuído para o ministro Gilmar Mendes o inquérito no qual o senador é investigado por suposto recebimento de vantagens indevidas da Odebrecht para ajudar a empreiteira em obras das hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia.

O advogado Alberto Toron alega, segundo O Globo, que a investigação, baseada na delação de executivos da Odebrecht, trata de supostas irregularidades no setor elétrico, assim como outro inquérito – sobre distribuição de propinas de contratos em Furnas – que já é relatado por Gilmar, e foi instaurado em 2016, com base nas delações de Delcídio do Amaral e Alberto Yousseff.

Rodrigo Janot é contra a redistribuição.

Faça o primeiro comentário