Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Aécio diz que PSDB traiu Alckmin

Em recado a João Doria, o deputado federal disse que o partido tem uma dívida com o colega e não pode se submeter a projetos pessoais
Aécio diz que PSDB traiu Alckmin
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O deputado Aécio Neves (PSDB-MG) divulgou uma nota nesta quarta-feira (22) condenando a postura do partido diante da saída de Geraldo Alckmin, que deve ir para o PSD.

Segundo Aécio, as lideranças tucanas não se manifestaram sobre o colega.

Silêncio constrangedor! Conversei recentemente com o ex-governador Geraldo Alckmin e considero incompreensível o silêncio do PSDB sobre a sua eminente saída do nosso partido.”

Aécio enalteceu a história de Alckmin no PSDB e disse que o partido tem uma dívida com ele.

“Os valores e o significado do nosso partido não podem se submeter à força de uma máquina administrativa ou de projetos pessoais que nada têm a ver com nossa história”, em referência a João Doria, que patrocinou a filiação de seu vice, Rodrigo Garcia, ao PSDB, para concorrer ao governo de São Paulo, escanteando Alckmin.

Segundo Aécio, “o dia da gratidão é a antevéspera da traição”.

“Insisto: o silêncio de nossos líderes, especialmente alguns de São Paulo, que trabalharam a seu lado ou dele receberam decisivo apoio em suas trajetórias, atualizam, lamentavelmente, a velha máxima, segundo a qual, na política, o dia da gratidão é a antevéspera da traição, ou, como diria Leonel Brizola: ‘a política ama a traição, mas abomina o traidor’.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO