Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Aécio rejeita acusação de Bolsonaro de fraude nas urnas em 2014

Sem provas, presidente disse a uma rádio gaúcha que o tucano 'foi eleito' naquele ano, e não Dilma Rousseff; deputado afirmou não acreditar em pleito fraudado
Aécio rejeita acusação de Bolsonaro de fraude nas urnas em 2014
Foto: Câmara dos Deputados

Derrotado por Dilma Rousseff na eleição presidencial de 2014, Aécio Neves rejeitou as suspeitas levantadas por Jair Bolsonaro e afirmou que não houve fraude naquela disputa, registra a Folha.

“Eu não acredito que tenha havido fraudes nas urnas em 2014, tampouco acredito que nós estejamos fadados a viver eternamente com as urnas eletrônicas de primeira geração”, declarou o deputado federal tucano em uma nota divulgada nesta quinta (8).

Em entrevista à Rádio Guaíba na última quarta (7), e novamente sem apresentar provas, o presidente disse ter um levantamento “feito por gente que entende do assunto” que apontaria a vitória do candidato do PSDB naquela eleição. “O Aécio foi eleito em 2014.”

O ex-presidenciável tucano divulgou sua nota horas depois de seu vice na chapa presidencial de 2014, o ex-senador Aloysio Nunes Ferreira, negar fraude naquele pleito e dizer: “A eleição foi limpa, nós perdemos porque faltou voto”.

Na semana passada, conforme publicamos, Aécio defendeu que houvesse registro impresso de voto em apenas 3% das urnas em 2022. Hoje, porém, ele voltou a lamentar que a adoção do voto impresso, defendida por Bolsonaro, tenha sido “contaminada pelo radicalismo dos discursos” e disse: “É melhor deixarmos para voltar a esse debate depois de 2022”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO