Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Agência contratada pelo governo tenta reverter quebra de sigilo determinada pela CPI

A empresa foi usada pela Secom para pagar os cachês de apresentadores bolsonaristas durante a pandemia
Agência contratada pelo governo tenta reverter quebra de sigilo determinada pela CPI
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A agência de publicidade Calia Y2 tenta reverter no STF a quebra de seus sigilos telemático, fiscal e bancário determinada pela CPI, diz a Crusoé.

Como mostramos, a empresa foi utilizada pela Secom para pagar os cachês de apresentadores bolsonaristas durante a pandemia, como Luís Ernesto Lacombe e Sikêra Júnior.

Segundo a empresa, a medida cautelar é desproporcional.

“Os senadores pretendem usar os dados na apuração sobre o financiamento de disseminação de fake news sobre vacinas, tratamento da Covid-19 e outros temas ligados à pandemia. Querem, ainda, avançar sobre eventuais contratos de terceirização relativos a disparos de mensagens em massa.”

Leia mais aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO