Agora é a vez de Collor

Depois de Eduardo Cunha, Fernando Collor é o alvo preferencial de Rodrigo Janot. O senador, que já era alvo de um inquérito no STF, agora é investigado em mais dois procedimentos. Alguns documentos dessas investigações começaram a ser divulgados na imprensa.

Folha e Estadão publicaram laudo da Polícia Federal que revela gastos de R$ 3 milhões com cartões de crédito em três anos e a aquisição de veículos de luxo, como o Lamborghini Aventador, com recursos ilícitos, em parte repassados por Alberto Youssef.

As investigações também envolvem a atual mulher de Collor, Caroline Serejo, sócia-administradora da Água Branca Participações Ltda, empresa usada para a compra dos carros.

Faça o primeiro comentário