ACESSE

AGU defende outra vez 'inquérito geral' aberto por Toffoli

Telegram

A AGU defendeu novamente a constitucionalidade do inquérito aberto por Dias Toffoli para apurar ameaças a ministros do Supremo.

Desta vez, foi numa ação popular que tramita na Justiça Federal em Brasília.

“A abertura do inquérito determinada pela portaria hostilizada não cria juízo ou tribunal de exceção. As eventuais conclusões desse procedimento prévio poderão ensejar a instauração de ação penal, a qual tramitará perante a autoridade jurisdicional competente para apreciá-la e julgá-la.”

A manifestação é assinada pelos advogados da União Alexandre Dantas Coutinho Santos e Júlia Thiebaut Sacramento, que é coordenadora-geral de atuação estratégica da AGU.

Segundo eles, o texto constitucional permanece incólume. “Nem o ministro indicado para conduzir o inquérito, nem o ministro-presidente, atuam como juízes acusadores.”

Da mesma forma, dizem que “o conceito de ‘sede’ e ‘dependências’ deve ser interpretado de forma sistêmica, tendo em vista a nova realidade dos crimes virtuais”.

VEM AÍ A PAUTA EXPLOSIVA DO STF. Saiba mais

Comentários

  • Carmen -

    vergonhoso!

  • Marcia -

    Pelo andar da carruagem @jairmessiasbolsonaro e sua corte ainda vão se aliar ao PT. Nomeia Aras, q critica abertamente Moro e a LavaJato e agora AGU se alinha ao discurso de Toffoli e Gilma

  • MARCOS -

    ESSE É CARNE E UNHA DE BANDITÓFOLIS.QUER TER UMA VAGA GARANTIDA PELO CAFETÃO DO BOLSONARO,BANDITÓFOLIS,NO STF.PORTANTO AGE EM CONLUIO COM OS 2 ESPÍRITOS IMUNDOS TRAJADOS DE MAGISTRADOS,QUE MACULAM STF

Ler 84 comentários