Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

AGU diz que caso de Wajngarten não tem conflito de interesses

A Advocacia-Geral da União entregou uma manifestação à Justiça Federal na qual diz que não há conflito de interesses no fato de Fabio Wajngarten ser chefe da Secom e sócio majoritário de uma empresa que recebe dinheiro de TVs e agências de publicidade com contratos no governo. A AGU também afirma Wajngarten não favoreceu a Record, a Band e o SBT, que são clientes da sua empresa.

A AGU baseou-se na declaração confidencial que Wajngarten entregou à Comissão de Ética da Presidência da República, logo que assumiu o cargo. No documento, o atual chefe da Secom omitiu o seu real papel dados da sua empresa — inclusive que ela mantinha relações comerciais com TVs e agências com contratos no governos.

Leia mais:

Chefe da Secom omitiu contratos

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO