AGU é um porto seguro

Weber Holanda, ex-número 2 de Luís Inácio Adams, ganhou defensor dativo pago pela Procuradoria-Geral Federal para defendê-lo num PAD por seu envolvimento na Operação Porto Seguro.

A investigação é a mesma que pegou Rosemary Noronha. O processo administrativo disciplinar de Holanda já dura quase cinco anos.

O benefício, autorizado pela Corregedoria da AGU, deve ser concedido quando o réu é revel, mas Weber continua trabalhando na PGF.

Que estranho.

Temas relacionados:

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. lucas vmd gabriel disse:

    o que é defensor dativo? não basta só emitir a nota. é legal se explicarem contextos... não fiquem igual ao radar da veja.

Ler comentários
  1. Eduardo Garcia disse:

    Segundo Geraldo Ferreira Filho, "defensor dativo" é o advogado nomeado pelo juiz para fazer a defesa de um réu em processo criminal ou de um requerido em processo civil, quando a pessoa não tem condições de contratar ou constituir um defensor. O defensor dativo também pode ser denominado "defensor ad hoc” e é utilizado normalmente quando na comarca onde tramita o processo não há defensores públicos ou não há em número suficiente para a demanda.

  2. LUIZ ANTONIO RODRIGUES disse:

    quem sempre paga a conta do "espírito de corpo"dessa cambada é o povo! o sujeito é pego em trambique e ainda tem cobertura da corporação!!!!!!

  3. Luiz Fernando disse:

    E a Rose.O processo dorme na Justiça Federal de São Paulo?