ACESSE

AGU recorre de liminar de Lewandowski que inviabiliza suspensão de contratos de trabalho

Telegram

A Advocacia-Geral da União entrou com embargos de declaração contra a liminar de Ricardo Lewandowski que exigiu a concordância dos sindicatos nos acordos entre empregado e empresa para reduzir a jornada ou suspender o contrato de trabalho durante a epidemia do novo coronavírus.

Ao acolher pedido da Rede, o ministro do STF praticamente inviabilizou a MP lançada pelo governo para salvar empregos durante a crise.

No seu pedido, a AGU argumenta que “a decisão frustra a possibilidade de acesso rápido ao benefício emergencial previsto na Medida Provisória, além de causar insegurança jurídica ao deixar em aberto em qual situação temporal se enquadraria a ‘inércia sindical’ para homologação automática dos acordos”.

Clique AQUI para ler a íntegra do recurso.

Leia também: O que sabemos sobre a cloroquina

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 41 comentários