‘Aí você chega com uma mochila cheia de dinheiro?’

Um dos novos áudios da delação da JBS publicados pela Veja mostra uma conversa de Ricardo Saud com João Magalhães, ex-deputado do PMDB mineiro.

Os dois falam, segundo a revista, de propina de R$ 4 milhões que teria sido prometida a Magalhães, a Antonio Andrade, hoje vice-governador de Minas e a outros deputados.

Como Magalhães, de acordo com a gravação, se recusou a carregar o dinheiro, ele teria ficado todo com Andrade.

“[Como] vou descer em Governador Valadares? A Polícia Federal em Valadares é em frente ao aeroporto. Aí você chega com uma mochila cheia de dinheiro?”, pergunta o deputado.

“Nós resolvemos tudo. Aquilo tá resolvido. Você tomou um chapéu”, responde Saud.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Mineira cansada disse:

    Sou da cidade onde a irmã "deste coisa ruim" do João Magalhães é prefeita, Manhuaçu; esta família é um câncer dos mais agressivos. E sim, são "ligadíssimos" ao Pimentel. Coitadinha da minha cidade, coitadinha de minha querida Minas Gerais!

Ler comentários
  1. Levanta Brasil disse:

    E nenhum político preso?Isso mostra apenas a urgencia de uma Intervenção, golpe militar ou que queiram chamar. Levanta Brasil não seja covarde!

  2. Luizs disse:

    E não fez B.O.? Que burro, dá zero pra ele professor.

  3. Ricardo disse:

    Entra na justiça contra o apropriador. Faz assim: Exmo. Dr. Juiz, venho reclamar que Antônio Andrade ficou com toda a minha propina, quero minha metade...

  4. TROMBADINHA disse:

    Nessas horas não aparece nenhum assaltante , tipo esses que andam soltos no Rio , pra esfaquear o político( também bandido) e levar a grana toda .

  5. Roberto disse:

    Ex federal, atualmente estadual, e muito próximo do Pimentel...alias, líder da tropa de choque do corrupto fdp - Fernando damata Pimentel.

  6. Tia Zulmira e Eu disse:

    Essas gravações com a PF e esse SUPREME, pela podridão que revelam, despertam uma dúvida. Serão brasileiros os governantes e dirigentes de hoje ???