“Ajuste exigirá grande habilidade política de Bolsonaro”

Alberto Ramos, economista da Goldman Sachs, está otimista com o biênio 2019-2020, mas alerta que Jair Bolsonaro precisará de grande habilidade política para aprovar as reformas de que o país precisa.

“A não concretização desse cenário [sem reformas] teria consequências severas, já que provavelmente eliminaria a possibilidade de alcançar o ajuste fiscal necessário em condições econômicas e financeiras estáveis”, disse ao Valor.

Do lado político, Bolsonaro “enfrentará o desafio de montar uma coalizão em um Congresso mais fragmentado do que nunca, e também menos experiente a respeito do processo legislativo.”

O futuro do Brasil: venha discutir com DIOGO MAINARDI, MARIO SABINO, CLAUDIO DANTAS e convidados. AQUI

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. José disse:

    No dia 2 da Janeiro, Bolsonaro tem que ir pra TV e falar como encontrou o país e o que o povo terá que fazer para ajudá-lo...o resto é papo furado...simples assim....

    1. Isso. A gente apoia ele em qualquer coisa, na porra toda. Sabemos que ele quer salvar o Brasil. Não queremos filho da puta perto, o resto, sai derrubando todo mundo Bolsonaro.

Ler comentários
  1. Eduardo disse:

    A questão crucial é: haverão no mínimo 308 deputados na nova legislatura dispostos a enfrentar o corporativismo dos funças públicos?

  2. Presidente-XVII disse:

    A nova legislatura será menos experiente em fisiologismo, e mais aguerrida na vontade de acertar, pelo bem do Brasil.

  3. Massaaki disse:

    Ele tem mais de 30 anos de experiência para passar para os seus correligionários e apoiadores no Congresso.

  4. Massaaki disse:

    Tudo se aprende. Ele tem 30 anos de experiência política, para compartilhar com os eleitos.

  5. Evandro disse:

    Ele eh macaco velho e sabera conduzir tudo sim, para o bem do Brasil.

  6. Marcelo disse:

    Habilidade política é papo de gente desonesta ou idiota. Toma lá, dá cá é o nome da coisa.

  7. Joao disse:

    Economistas criativos são raríssimos. A maioria dos renomados vê com "a lanterna na popa". Para se falar apropriadamente de coisas importantes deveria se exigir QI acima de 150.

  8. Elcio disse:

    Esse papo de especialistas é enfadonho, se o Bolsonaro desse ouvidos a esse povo não teria conquistado a presidência, querem ensinar o padre nosso ao vigário.

  9. Adriano disse:

    Que bom que é menos experiente... Esse congresso atual é 98% de ladrões.

  10. Leandro disse:

    Sempre quando leio um economista (de um banco estrangeiro) falando sobre política (brasileira) fico me perguntando qual a diferença/relevância dessa análise para a de qualquer outro do povo.

  11. Getulio disse:

    Essa é a merda brasileira ;ter de conversar com o congresso;De 64 85 o Brasil cresceu muito exatamente pq o CN era inexpressivo.

  12. João disse:

    acho que PSB e PDT podem apoiar as reformas, mas deve haver diálogo.

  13. Cino disse:

    E como vai precisar....tem que dialogar com todos os parlamentares...incluindo a oposicao.