Alckmin nega cartel em depoimento à PF

Geraldo Alckmin depôs hoje por cerca de duas horas na PF em São Paulo, no inquérito que investiga suposto cartel internacional de trens envolvendo multinacionais.

O ex-governador tucano depôs na condição de testemunha. O inquérito data de 2011 e apura contratos ligados à francesa Alstom e à alemã Siemens.

A investigação em que Alckmin depôs é relativa à “parte internacional” do suposto ajuste entre empresas. Segundo o Estadão, ele reiterou a versão que cita sempre que questionado sobre negócios do Metrô em suas gestões no Palácio dos Bandeirantes.

Ou seja, afirmou que não houve cartel nem desvio de conduta e que os contratos seguiram a legislação pertinente.

Comentários

  • Francisco -

    Haja óleo de peroba para fazer o tratamento facial desse sujeito !

  • zóio -

    A Siemens já foi até condenada em seu país, por se envolver com pagamentos de propina (inclusive no Brasil)

  • Marcio -

    Pinóquio!

Ler 21 comentários