Alckmin quer aumentar o Centrão

Geraldo Alckmin se reuniu hoje com Marcelo Aro, presidente do PHS, que ainda não decidiu se o partido vai apoiar o tucano.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 21 comentários
  1. Todo político é verme. Urnas com nota zero em segurança. Indícios claros de manipulação da oligarquia brasileira.
    Nesta eleição e em todas as outras irei de nulo. Eleição sem legitimidade alguma, todos os candidatos são corruptos e não merecem nenhum voto de confiança.

    1. DEPOIS QUE SE VENDEU PRAS RATAZANAS, DUVIDO! PERDEU E CONTINUARA PERDENDO VOTOS! NA PROXIMA PESQUISA ELEITORAL ELE VERA SUA DERROCADA! DE NADA VAI ADIANTAR AUMENTAR SEUS MINUTOS NA TV!

  2. Vejo tudo por ótimas notícias.
    Unam-se mais, vai ficar mais fácil ver que na política atual da roubalheira institucionalizada, só há um grupo político: os parasitas mantenedores do Sistema Cleptocrático.
    E dá-lhe troca-troca, partilha do Estado. Bandidos!

  3. A Janaína, que é honesta, será a vice do Bolsonaro. Mas a Ana Amélia, que também é honesta, negou o convite do “santo” da Odebrecht. Percebem a diferença? Bolsonaro 2018!!!

  4. Seria maravilhoso ver todos essas quadrilhas partidárias se reunindo em torno de Alckmin, o candidato do imposto sindical, da expansão do PCC, do roubo da merenda, dos minutos de TV, dos jornalistas…. e levando um fora enorme do eleitorado.

  5. Este Alckimin ainda não se convenceu que a fortaleza voadora B- 17 vai entrar arrombando o seu centrão ? Este tal de “Santo” juntou-se com tudo o que existe de ruim na politica para tentar alcançar os seus objetivos,,,Se eleito parte com um passivo enorme a saldar, no mínimo dúzias de ministérios

  6. Alckmin está no caminho certo, precisamos pacificar nosso país, tomara que Alckmin convide Bolsonaro para o ministério da segurança pública, agora é hora de todos nós unirmos num projeto de união nacional, lógico que deixando as pragas das esquerdas de fora.