Alckmin sob pressão

O Estadão diz que ganhou força, no entorno de Geraldo Alckmin, o grupo que defende uma postura mais incisiva no debate com adversários diretos, especialmente Jair Bolsonaro, e uma posição mais firme sobre temas polêmicos, como o desarmamento e a defesa das mulheres.

“Essa também é a posição de tucanos históricos, para quem Alckmin precisa se contrapor a Bolsonaro numa defesa intransigente dos ‘valores democráticos’ que estão na origem do PSDB. O temor desse grupo é de que Marina [Silva] capture essa agenda e cresça entre mulheres e a classe média urbana.”

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 45 comentários
  1. Geraldo Alckmin sempre lutou por dias melhores ao próximo, ele sempre fez campanha limpa e sem ataques e assim ele vai chegar novamente no segundo turno e vencerá as eleições!

    1. Ôh! https://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2006/10/061030_alckminapuracaocgdt.shtml

  2. Se o Alckmin quiser ir ao segundo turno, deve atacar, sem trégua, Marina, Ciro e Haddad, e deixar claro que os três representam o atraso. “Tucano histórico” tem que estar empalhado no museu.

  3. Bozo tem um bom numero de seguidores, mas, sem chance no 2 turno, Marina, Ciro devem cair durante horário eleitoral, a forca de Hadad no 2 turno não se sabe. Acho que Ackmin ainda tem grandes chances.

  4. Fazer qualquer psdb valente é obra impossível! São uns b0st@s, um bando de covardes e não se cansaram de mostrar durante 14 anos de pt no governo. E ainda têm a ajuda de FHC, apodrecendo de dentro.

  5. O Picolé só é candidato para legitimar a eleição do Presidiário. O phoderoso chefão dele já disse que no segundo turno vai de Haddad. Desautorizou o próprio candidato, como fêz com o serra e o aécio.

  6. O Alckmin tem deixar de lado a postura péssima que ele tem e mudar a entonação de seu discurso. A expressão facial dele também é ruim. Um movimento de boca cheio de trejeitos.

  7. Tem que FOCAR no CURRICULUM, mostrar a ADMINISTRAÇÃO, governo é igual a UNHA tem que cortar TODO dia. Governo INCHADO é sem FUTURO. Geraldo consegue, alias é o único, o resto não tem CURRICULUM.

  8. ATé quando os promotores de justiça de Sao Paulo se omitirao nos crimes de Alckmin???? Se o TJ/SP nao existisse e no lugar fosse o TRF/04 e o MP/SP desse lugar ao MPF o Alckmin estaria preso !

  9. Alckmin tem de ir para cima, não só de Bolsonaro, mas de toda a esquerdalha – Marina, Ciro, e demais. Tem de falar a língua do povo, e não ficar apresentando números e índices.

  10. Por isso o frenesi bolsominions é para ganhar no primeiro turno. Já no segundo turno o cãozinho de estimação deles perde para todos. LOL. Daí o desespero deles. E as mulheres? Bolsonaro – VADE RETRO!

  11. Chuchu vai voltar com a mão vazia pra Pindamonhangaba! Muito fraco! Não foi por falta de avisos que o PSDB perderá mais uma vez uma eleição nacional! Talvez a mais fácil de todas!

  12. Doria ganhou em Sampa porque partiu pra cima do lula. O mínimo que eu esperava de Alckmin é que ele dissesse “essa gentalha é uma quadrilha n vezes pior que a minha e a do Temer/PP/PR/PTB”.

  13. Esse pessoal não vê a realidade nem se ela for esfregada na cara deles. Perderam a oportunidade de se colocarem claramente a favor da segurança, da Lava-jato, anti-PT. Deixaram p/ Bolsonaro. Já era!

  14. O Bozo não ganha de ninguém no segundo turno. Hoje os terroristas virtuais do Bozo vão ter um acesso de fúria mais acentuado. Aguardem. É tudo culpa dos comunistas!!! O Brasil deles é um satélite URSS

    1. Fascista é esquerdalha canalha, corrupto, ladrão, anti-Lava-Jato, defensor de bandidos e estupradores, contra o resultado do plebiscito, mentiroso, cara de pau, egoísta, faliu o país, roubou crianças

  15. -Afundar Lava-Jato, Roubar merenda, Superfaturar obra, Aparelhar instituições, Fortalecer o Patrimonialismo, Dividir a sociedade, Apoiar os valores de esquerda, Subsídio, Isenções, Anistias…

  16. Jair Bolsonaro, pelo que dizem alguns grupos, talvez nem deva ir a alguns debates com muitos candidatos. Só os que tiverem poucos candidatos. Nestes, ele abandonará a postura amena que tem adotado.