ACESSE

Alckmin sobre Bolsonaro: "Essas candidaturas meio folclóricas não resistem ao segundo turno"

Telegram

Confrontado na Jovem Pan com o fato de o PSDB ter perdido as últimas quatro eleições presidenciais para o PT no segundo turno – uma delas, em 2006, com o próprio Geraldo Alckmin obtendo 2,4 milhões de votos a menos do que no primeiro turno –, o presidenciável do PSDB chamou a candidatura de Jair Bolsonaro de “meio folclórica”.

“Essas candidaturas meio folclóricas não resistem ao segundo turno: Jânio Quadros, Paulo Maluf – isso não passa mais, porque não consegue maioria. É só olhar a rejeição. A rejeição do Bolsonaro é enorme.”

Apesar do histórico tucano de derrotas, Alckmin repetiu sua cantilena de que votar em Bolsonaro é o passaporte para a volta do PT.

“Tem que olhar os dois turnos. Então precisa ter voto para chegar no segundo turno e rejeição mais baixa no segundo turno.”

Para o tucano, falta a primeira parte; e a segunda varia de acordo com o instituto de pesquisa.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 92 comentários