Alcolumbre emprega ex-senador derrotado nas urnas

Davi Alcolumbre decidiu dar um cargo comissionado para Hélio José (Pros), ex-senador suplente do Distrito Federal.

Em outubro do ano passado, ele recebeu 16.529 votos para deputado federal e não foi eleito. Na corrida presidencial, apoiou Fernando Haddad.

Hélio é um ex-petista que criticou a divulgação dos áudios de Lula pelo juiz Sergio Moro e teria visitado o ex-presidente no Golden Tulip às vésperas da votação do impeachment de Dilma Rousseff na Câmara.

Em agosto de 2016, em uma gravação divulgada pela TV Globo, o então senador dizia ser dono da Secretaria de Patrimônio da União (SPU) no DF: “Isso aqui é nosso. Isso aqui eu ponho quem eu quiser, a melancia que eu quiser aqui, eu vou colocar”.

Desempregado, acabou conseguindo com o presidente do Senado uma vaga de “assistente parlamentar intermediário” — a nomeação saiu hoje. Vai ganhar até 13,4 mil reais por mês, se somadas as gratificações.

Comentários

  • Telma -

    Com o balcão de troca fechado, a saída é contratar c/verba do gabinete, não é mesmo, Davi Alcolumbre? É, a "articulação" faz uma falta.

  • Gabriel -

    Pqp

  • Maria -

    Que vergonha, Alcolumbre! Que vergonha!

Ler 60 comentários