ACESSE

Alcolumbre sai em defesa de Bolsonaro: "O único extermínio que se quer é o do vírus"

Telegram

Davi Alcolumbre acaba de divulgar uma nota dizendo que, em nome do Parlamento, estima que a saúde de Jair Bolsonaro esteja logo e prontamente restabelecida.

Ontem, o presidente da República anunciou que testou positivo para Covid-19,

Alcolumbre aproveitou para criticar a coluna publicada na Folha de S. Paulo em que Hélio Schwartsman diz torcer pela morte de Bolsonaro.

“Ao mesmo tempo, registro minha indignação, como homem público e cidadão, com o lamentável artigo publicado no jornal Folha de São Paulo, assinado pelo jornalista Hélio Schwartsman, intitulado: ‘Por que torço para que Bolsonaro morra’.”

Alcolumbre acrescentou:

“Sou judeu e carrego comigo a dor da intolerância religiosa e sempre busco me posicionar de maneira firme no combate a toda e qualquer discriminação e, principalmente, contra atitudes raivosas, cheias de ódio e desprovidas de humanidade. O respeito à vida deve vir acima de qualquer questão, seja ela política, ideológica ou de qualquer ordem.”

A nota é extensa. Alcolumbre afirmou, ainda, que “precisamos mais do que nunca combater o ódio” e “precisamos caminhar de mãos dadas”.

“O Brasil já perdeu vidas demais, já sofremos demais e essas perdas são irreparáveis. Logo, em um momento de tamanho sofrimento, precisamos mais do que nunca combater o ódio e direcionar nossos pensamentos e ações para o que temos de melhor como brasileiros que somos: a empatia e a solidariedade.

Ainda que haja discordâncias, faculdade admissível nos regimes democráticos, precisamos caminhar de mãos dadas com o respeito às instituições e às autoridades constituídas. Não há ‘consequencialismo’ que deseje a morte de alguém como saída política para uma pandemia sanitária.”

Alcolumbre concluiu o texto afirmando que “o único extermínio que se quer, e pelo qual devemos torcer, é o do vírus. Somente o fim do coronavírus pode impedir que o Brasil chore tantas perdas e a tragédia de tantas mortes”.

Ontem, como registramos, André Mendonça, ministro da Justiça, mandou investigar o colunista da Folha.

Leia mais: Diogo Mainardi: 'A prisão de Fabrício Queiroz encerrou o governo Bolsonaro.' Clique para ler na íntegra

Comentários

  • Carlos -

    Discordo. Adoraria ver uns políticos corruptos e canalhas sendo exterminados.

  • Marcelo -

    Esse bartoré ao invés de ficar divulgando notinhas, deveria fazer o seu papel institucional e comandar o Senado como homem. Só faz besteiras esse mané. Cavalo se coça com cavalo.

  • Nuruara -

    A sociedade judaica já pediu para que parem de inseri-la na realidade brasileira. A dor de Alcolumbre é um escárnio, isso sim.

Ler 79 comentários