Alcolumbre restabelece critério que favorece Amapá na proposta de auxílio a estados

Alcolumbre restabelece critério que favorece Amapá na proposta de auxílio a estados
Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Em novo parecer, Davi Alcolumbre restabeleceu na proposta de auxílio a estados e municípios um critério para a distribuição dos R$ 60 bilhões que favorece seu estado, o Amapá.

O presidente do Senado propõe que a repartição dos recursos considere a “taxa de incidência” da Covid-19, e não o número absoluto de infectados por estado, como aprovou a Câmara.

O texto aprovado pela Câmara daria vantagem para estados mais populosos, como São Paulo e Rio de Janeiro. Com a alteração, os estados das regiões Norte e Nordeste serão favorecidos, e o Amapá receberá mais recursos.

Esse critério para a divisão do dinheiro foi proposto por Alcolumbre em seu primeiro parecer, de 30 de abril. Na ocasião, o deputado Pedro Paulo (DEM-RJ) enviou uma planilha a alguns parlamentares mostrando que o Amapá seria o estado que mais receberia dinheiro da União.

Leia também: O certo do DEM a Bolsonaro
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO