Alcolumbre virou rei

Alcolumbre virou rei
Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Reportagem da Crusoé relata os novos poderes acumulados pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre, enquanto ele articula sua reeleição inconstitucional.

Ao contrário do que vem acontecendo na Câmara, Alcolumbre não tem convocado a Mesa Diretora para se reunir, não restabeleceu o retorno das comissões e tem usado sua caneta para favorecer usa base eleitoral, o Amapá, durante a pandemia.

Segundo a reportagem, Alcolumbre transformou o Amapá no estado que recebeu a segunda maior parcela dos R$ 60 bilhões enviados pelo governo federal a estados e municípios para combater a Covid-19.

“Mais do que um operador do toma lá dá cá reinante no Congresso, o presidente do Senado se apresenta como um mediador das demandas dos parlamentares junto ao governo Bolsonaro”, diz a Crusoé. “Ao mesmo em que é incensado pelo entorno de Boslonaro, Davi Alcolumbre usa o poder da caneta para angariar apoio ao seu intento de continuar no cargo da Casa por mais dois anos.”

Leia a reportagem completa na Crusoé.

 

Leia mais: Deputados federais custam R$ 189 mil por mês aos pagadores de impostos; senadores, ainda mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários
TOPO