Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Alessandro Vieira: Bolsonaro comprovou a prevaricação no caso Covaxin

Para o senador, ficou claro que o presidente não tomou nenhuma providência ao ser alertado pelos irmãos Miranda sobre os indícios de irregularidades na compra da vacina
Alessandro Vieira: Bolsonaro comprovou a prevaricação no caso Covaxin
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) afirmou, em entrevista ao Papo Antagonista nesta quinta-feira (15) que Jair Bolsonaro no caso Covaxin. Segundo o parlamentar, o presidente “poupou o trabalho da CPI”.

” O próprio presidente já reconheceu que recebeu os irmãos Miranda, que eles fizeram uma denúncia, entregaram documentos, e ele não consegue comprovar que tomou uma providência e, de fato, não tomou nenhuma providência. Ele apenas teria feito uma referência — e vai discutir se fez ou não — a um político de sua base, que é o deputado federal Ricardo Barros, como um participante daquilo que eles chamaram de ‘rolo’ das vacinas. O fato do presidente ter tido acesso a uma informação e não ter adotado providências — pelo menos providências comprováveis — já é notório”.

Na última segunda-feira (12), a PF instaurou um inquérito para apurar a suspeita de prevaricação de Bolsonaro na negociação do governo para a compra da vacina indiana.

Mais notícias
TOPO