Alguém aí acredita em Temer ou Papai Noel?

Recapitulando:

1) Num dos anexos da delação premiada da Odebrecht, divulgado pela Veja, há o relato de um jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, no qual Michel Temer e Eliseu Padilha pedem “apoio financeiro” a Marcelo Odebrecht;

2) No anexo, os delatores da empreiteira afirmam que, meses depois do jantar, a Odebrecht repassou 10 milhões em espécie ao PMDB: 4 milhões para Eliseu Padilha e 6 milhões para Paulo Skaf;

3) Os 10 milhões de reais estão registrados na contabilidade financeira clandestina da empreiteira;

4) A assessoria de Michel Temer contatou este site para dizer que o atual presidente interino se reuniu, sim, com Marcelo Odebrecht e Eliseu Padilha em maio de 2014, no Palácio do Jaburu, mas que a conversa “sobre auxílio financeiro da construtora a campanhas eleitorais do PMDB, se deu em absoluto acordo com a legislação eleitoral em vigor e conforme foi depois declarado ao Tribunal Superior Eleitoral”.

Alguém aí acredita que Marcelo Odebrecht possa ter tido uma “conversa republicana” no Palácio do Jaburu?

Alguém aí acredita que Marcelo Odebrecht e os seus executivos mentiriam sobre um assunto dessa gravidade na negociação de um acordo de delação premiada?

Alguém aí acredita que a Odebrecht possa ter dado 10 milhões de reais ao PMDB, em espécie, sem o conhecimento de Michel Temer?

Alguém aí acredita em Papai Noel?