Aliados de Bolsonaro planejam vender controle de cerca de 150 estatais

A equipe de Jair Bolsonaro planeja ampliar o uso de ações especiais, conhecidas como “golden shares”, para aplacar resistências e viabilizar seu programa de privatizações, avaliado em R$ 700 bilhões, registra a Folha.

O jornal explica que “golden share” é uma ação exclusiva que o Estado pode impor ao privatizar uma estatal e que CSN, Vale e Embraer foram privatizadas com esse instrumento.

“Essa ação dá poder de veto ao governo, mesmo na condição de minoritário, em decisões como a venda de controle ou mudança de local de sede, por exemplo.”

O plano de aliados de Bolsonaro para eventual governo “é vender o controle de cerca de 150 estatais —um terço delas criadas nos governos” de Lula e Dilma Rousseff.

“O objetivo é usar os recursos das privatizações para abater parte da dívida pública e, ao mesmo tempo, estancar a corrupção nas estatais.”

Bolsonaro conseguirá 'despetizar' a máquina pública? SAIBA MAIS AQUI
Mais notícias
TOPO