Aliados tentam retomar Aliança pelo Brasil apesar de Bolsonaro

O comando da Aliança pelo Brasil, partido idealizado por Jair Bolsonaro, vai realizar um “dia nacional de apoiamento” em 31 de outubro, diz a Crusoé.

A falta de manifestações públicas do presidente em defesa da sigla, porém, é um empecilho para que o projeto deslanche.

“Ele está ocupado governando o país”, justifica o advogado Luís Felipe Belmonte, vice-presidente da legenda.

Até a última sexta-feira, o partido tinha 37.993 assinaturas validadas pelo TSE. Isso significa 7,7% das 492 mil assinaturas necessárias para a criação do partido.

Leia aqui a íntegra da nota.

Leia mais: Apoie o jornalismo investigativo e verdadeiramente independente da Crusoé, em uma condição especial
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 64 comentários
TOPO