Almirante quer confiança e previsibilidade no setor energético

Futuro ministro de Minas e Energia, o almirante Bento Albuquerque diz que seu principal objetivo no governo Bolsonaro será propiciar ao setor energético “ambiente de confiança e de previsibilidade, tanto para os mercados, quanto para o cidadão consumidor”.

 

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Entenda AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 24 comentários
  1. Painéis solares , inversores e baterias . O “Uber” das concessionárias como foi pra táxis . Só esperando a bateria do Pontes ou sucatinha de carro elétrico pra usar as baterias .

  2. Muito bem dito! Alias acho que deveriam de criar uma Guarda Costeira e diminuir a Marinha que hoje nao serve pra nada, apenas fiscalizar quem tem licença de pesca ou quem pilota lancha bêbado

    1. Eh mesmo? Entao detalhe ae qual a importância e o porque desse absurdo em um pais onde pessoas morrem por falta de medicamentos?

    2. Sou contra do desvio de verba de outros setores para submarino. 60% do Brasil não tem esgoto e água tratada. Submarino Nuclear pode esperar…Almirante e Healdo

  3. Falou e não disse nada. O que eu quero saber é como o almirante vai agir em relação aos inúmeros parasitas alocados nesta pasta. Ele é favorável a privatização da Eletrossauro???

  4. Todo serviço no Brasil é caro por mais economia q se faça a parcela destinada aos serviços básicos é altíssima. Nem as privatizadas como telefonia/internet salva, caras e ruim, amparadas pela A

  5. Melhores preços em placas fotovoltaicas, baterias, controladores de carga e inversores. Todos deveriam ter um pequeno sistema off grid em sua residencia. A independência energética não é uma utop

  6. É por aí Almirante;não há outro caminho.O Brasil só volta a crescer com a geração de energia, coisa que essas gestões de comunistas, vigaristas,oportunistas fizeram o favor de destruir.