Alô, Bolsonaro: termina hoje prazo para verificar sistemas eleitorais

Alô, Bolsonaro: termina hoje prazo para verificar sistemas eleitorais
Foto: Alan Santos/PR

Termina nesta quinta-feira (18) o prazo para as entidades fiscalizadoras pedirem a verificação extraordinária pós-pleito da integridade e autenticidade dos sistemas eleitorais utilizados nas eleições municipais de 2020. As informações são do TSE.

Por meio de uma petição, as entidades podem solicitar aos Tribunais Eleitorais relatórios e cópias de diversos arquivos, como os arquivos de Registro Digital do Voto (RDV), o log das urnas e o Gerenciador de Dados, Aplicativos e Interface com a Urna Eletrônica (GEDAI-UE).

Quem são as “entidades fiscalizadoras”? Segundo resolução do TSE publicada em dezembro de 2019, a lista inclui partidos políticos, o Ministério Público, a OAB, o Congresso, o STF, a CGU, a Polícia Federal, o CNJ, o TCU, as Forças Armadas e várias outras.

O presidente Bolsonaro hoje não tem partido, mas seus filhos mais velhos e os líderes do governo no Congresso têm.

Os partidos e outras entidades também podem pedir “os relatórios de boletins de urnas que estiveram em pendência, de urnas substituídas, bem como de comparecimento e abstenção em cada seção eleitoral. Caso a petição seja aprovada, a Justiça Eleitoral deve fornecer as cópias dos arquivos em até cinco dias úteis”.

O chamado RDV registra exatamente aquilo que foi digitado pelo eleitor na urna. Por isso, “é um instrumento importante de auditoria e verificação da correta apuração de uma seção”.

Já o log “armazena o registro cronológico das principais operações realizadas pelo software da urna eletrônica. Entre outras operações, ele registra o início e o encerramento da votação, a emissão de relatórios, os aplicativos que foram executados, os ajustes de data e hora, a realização de procedimentos de contingência e os procedimentos que auxiliam na avaliação da dinâmica do voto”.

Leia tambémGabinete de Bolsonaro não tem provas de fraude em sua eleição

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO