Alô, é o delegado

Alô, é o delegado
Foto: Valter Campanto/Agência Brasil

O Globo noticia um episódio que vinculou Marcelo Crivella ao empresário Rafael Alves, personagem central do suposto esquema do ‘QG da propina’ na Prefeitura do Rio.

Na primeira fase da Operação Hades, em março, o prefeito ligou para Rafael no momento em que o MP do Rio e a Polícia Civil faziam buscas e apreensão na Riotur.

“Ao ouvir um “alô”, Crivella perguntou o que estava acontecendo na Riotur. Mas quem atendeu não foi Rafael Alves, mas um dos delegados da operação, Clemente Nunes Machado Braune, da Coordenadoria de Investigações de Agentes com Foro, que se identificou e explicou o que ocorria, inclusive com a apreensão daquele celular. O prefeito rapidamente desligou.”

Leia mais: Bolsopetismo pró-impunidade: a aliança para enterrar a proposta de prisão após condenação em segunda instância
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 17 comentários
TOPO