Alvaro Dias: “Se fatiarmos o campo da mudança, corremos o risco de não mudar”

Os adversários de Renan Calheiros na disputa pela presidência do Senado, como noticiamos, vão se reunir amanhã para tentar chegar a um nome de consenso.

“Mais importante do que o candidato, é a ideia. E qual é a ideia? Mudança, alternância de poder. No Senado, um grupo político domina, comanda e administra a Casa há décadas. E olha a nossa imagem: a nossa imagem foi jogada no chão.”

Dias acrescentou:

“Estamos buscando convergência em torno de um nome que possa representar essa mudança. Se fatiarmos o campo da mudança, corremos o risco de não mudar.”

Renan Calheiros: você tem 1 semana para conhecer o estratégia dele para retomar o poder em Brasília. Saiba mais

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 32 comentários
  1. As instituições são corporativistas, os cidadãos não são iguais perante a lei, a constituição não presta foi feita para proteger interesses outros não os da população e bandidos podem ser

  2. Os senadores que derrotarem Réunan terão a gratidão dos eleitores. Alcolumbre: abra mão da candidatura,aceite uma comissão,presida a sessão,nos honre com essa decisão. #Voto Aberto #RenanNão

    1. Ele sempre defendeu a Lava-jato, é a favor de prisão em segunda instância, a favor da posse de armas, é bastante liberal na economia. O que foi dito na campanha é retórica de candidato 😉

    2. CarlosAlberto Claro que o Réunan, tem que ser derrotado. Eu também não confio no Álvaro Dias,na presidência do Senado!

    3. Esse aí já chamou Bolsonaro, de bandido e vagabundo. Portanto ele também não é um bom nome pra ocupar a cadeira do Senado, no governo do Bolsonaro! #RenanNão #ÁlvaroNão

  3. Era exatamente o que queríamos para Bolsonaro vencer no 1º turno. Se Alvaro Dias, Alckmin, Amoedo, Meirelles e Daciolo tivessem pensado dessa forma, tudo estaria resolvido bem antes.

  4. Renan não reune as mínimas condições de presidir o Senado. Vários inquéritos nas costas, um passado de chicanas e trapaças, inviabilizam sua candidatura. Se eleito, o Brasil vai explodir.

  5. O Senado anda na mira do contribuinte, sendo crescente a onda favorável à sua extinção. É de sua inteira conveniência alijar os vampiros que escaparam do estilingue do Davi-Eleitor.

    1. Não obstante a ótima pontaria do Davi-Eleitor, safaram-se do seu esforço de desratização (da res putrida) vampiros notórios, como Nosferatu, Incubo, Drácula, Chupacabra e Barbiturato.