Alvo da 'Jabuti' pagou 5,6 milhões a atual presidente da Oi

A banca Eurico Teles Advocacia Empresarial aparece na lista de escritórios de advocacia beneficiados pela gestão de Orlando Diniz, preso na Operação Jabuti.

Eurico, atual presidente da Oi, embolsou quase R$ 5,6 milhões. Em dezembro, O Antagonista publicou uma nota fiscal emitida por Eurico à Fecomércio no valor de R$ 5,3 milhões.

Curiosamente, Eurico também foi alvo de denúncias por contratações suspeitas de escritórios de advocacia quando era diretor-jurídico da companha telefônica.

Mais cedo, O Antagonista mostrou também que, além do escritório Teixeira e Martins (advogados de Lula), foram beneficiados por Diniz os filhos do vice-presidente do STJ e de um ministro do TCU, assim como uma ex-assessora de Antonio Palocci investigada na Zelotes.

Comentários

  • Fernando -

    Cadê a OAB, vai fingir que não viu ?

  • joao -

    Não podemos esquecer também que Eurico subornou o escritório que defendia clientes em ações contra a empresa.

  • Brasil -

    Maldita inclusão digital... Bando de macaco nesses comentários...

Ler 14 comentários