ACESSE

Alvo de inquérito do STF, deputado bolsonarista questionou escolta de Moraes em SP

Telegram

O deputado estadual Gil Diniz (PSL), intimado a depor no inquérito do STF, questionou semanas atrás os gastos e o número de policiais que fazem a escolta do ministro Alexandre de Moraes em São Paulo.

Nos dias 7 e 19 de maio, diz a Crusoé, o parlamentar encaminhou dois requerimentos de informação ao governador João Doria questionando o número de policiais civis e militares deslocados para fazer a segurança do ministro quando ele está em São Paulo, onde fica a sua residência.

“Esses dados devem servir para gerenciar as informações que os profissionais de segurança pública necessitam para desempenhar suas atividades da melhor maneira possível, de forma que sejam eficazes e eficientes, sem haver uma sobrecarga”, disse Diniz no requerimento.

O deputado, conhecido nas redes sociais como “Carteiro Reaça”, foi um dos oito parlamentares bolsonaristas intimados por Moraes a depor à PF no inquérito que apura supostas ameaças e ofensas aos magistrados do STF.

Leia também: Centrão: aliado de Bolsonaro, Doria e Witzel

Comentários

  • Jarbas -

    Pois então ANTASGOLPISTAS... observei a quantidade de assinantes que fazem comentario neste post..naum foi surpresa em ver que ASSSINANTES (0) TODOS (15).. QUE DIFERENÇA DE ANTIGAMENTE ...NÉ???KKKKKK

  • Maria -

    OLHEM BEM O TIPO, O LAY-OUT DO VIGARISTA...PANÇUDO, CARA DE PIVETE VIGARISTA, DE MEMBRO DA MÁFIA BOLSONAZISTA.

  • CELSO -

    Dizer que ele tem ligação com o PCC é comportamento típico de BolsoPTraidor.

Ler 49 comentários