AMB quer que juiz possa julgar processos com parentes envolvidos

Telegram

A Associação dos Magistrados Brasileiros, corporação petista, foi ao STF questionar a constitucionalidade do artigo 144 do Código de Processo Civil.

Esse artigo impede que juízes analisem processos nos quais parentes seus atuem como advogados, defensores públicos ou integrantes do Ministério Público.

A AMB, relata o G1, alega ser “impossível” para o juiz verificar as partes de todos os processos a fim de cumprir a exigência.

Em manifestação enviada hoje ao Supremo, a AGU defende o bom senso –ou seja, que o artigo 144 do CPC é constitucional e contribui para garantir a imparcialidade do Judiciário.

Comentários

  • Roberto -

    O que está por trás disso só quem tem o mesmo nível dos eleitores que pretendem atender o pedido do Temer pra manter tudo isso, viu!!!, não sabem.

  • Cris -

    Que falta de decoro... Cruzes!!! E que desculpa exdrúxula... Noooossaaaa !!! Como é que é... o juiz não tem tempo de ler o processo ??? Nem se dá com os seus familiares ??? Só rindo...

  • O -

    é o exemplo do gilmar e do toffoli, que julgam parentes, patrões e amigos sem se ruborizar.PERFEU A VERGONHA O JUDICIÁRIO.

Ler 34 comentários