Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

'Ameaça do comandante da Aeronáutica é sinal do desespero de Bolsonaro', diz Freire

O presidente do Cidadania comentou a reação dos militares à declaração dada por Omar Aziz na CPI da Covid na última quarta-feira
Ameaça do comandante da Aeronáutica é sinal do desespero de Bolsonaro, diz Freire
Foto: Acácio Pinheiro/MinC

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, comentou nesta sexta-feira (9) o comportamento dos comandantes das Forças Armadas diante das investigações da CPI da Covid.

Mais cedo, em entrevista ao Globo, o comandante da Aeronáutica, Carlos de Almeida Baptista Junior, admitiu que a nota de repúdio divulgada após a declaração de Omar Aziz na CPI da Covid na última quarta-feira foi um alerta às instituições”. Na ocasião, o presidente da comissão falou em “vergonha” pelo envolvimento de militares em “falcatruas”.

Há pouco, o comandante da Marinha, Almir Garnier Santos, compartilhou a entrevista do colega endossando seu posicionamento.

No Twitter, Roberto Freire afirmou que a entrevista do comandante da Aeronáutica foi uma ameaça e que ela atesta que a CPI está no caminho certo.

“A ameaça do comandante da Aeronáutica é sinal do desespero de Bolsonaro e Pazuello com a CPI avançando sobre a quadrilha da vacina num ministério dirigido por militares em contato direto com o presidente. Preocupa o viés antidemocrático. Acelerar o impeachment é resposta urgente.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO