'As ameaças estão sendo públicas'

Telegram

Roberto Veloso, presidente da Ajufe, à Rádio Gaúcha:

“As ameaças estão sendo públicas, não estão sendo veladas. Temos assistido a vídeos com ameaças públicas de que serão depredados prédios públicos, que irão tomar de assalto as dependências do tribunal, que irão fazer e acontecer, até de atear fogo nós ouvimos.”

Ele pediu “calma, tranquilidade e paz”.

“É lógico que é livre a manifestação do pensamento. As pessoas podem até se reunir nesse dia, mas pacificamente. Não com o intuito de causar confusão, baderna. Isso não faz parte do jogo democrático. Pedimos encarecidamente àqueles que organizam movimentos que o façam dentro da ordem, da lei.”

Leia também:

Vídeo: ‘Guerrilheiro’ convoca até crianças para baderna em Porto Alegre

Comentários

  • Missivaldo -

    Que justiça é essa que aceita imposição de vagabundos, recebem ameaças e ficam calados. Será que não são autoridades? Tem que mandar prender esses arruaceiros e enquadrar em formação de quadrilha, ameaça, incitação a desordem. Será que nesse país os vagabundos podem gritar com nossas as autoridades e eles engolem calados ? Seria ótimo que as Forças Armadas tomassem o poder, pois vejo que nossas autoridades estão se cagando de medo. As FFAA colocaria ordem na casa e esses imundos seriam enterrados de cabeça para baixo para nunca mais incomodar na vida.

  • Rogério -

    QUEM SABE....BALBURDIA.....CAOS.......INTERVENÇÃO MILITAR....PODE SER UM BOM NEGÓCIO.

  • contribuinte -

    Palhaçadas num país comandado pro frouxos.

Ler 101 comentários