ACESSE

Amiga de longa data

Telegram

Tereza Cristina recebeu 30 mil reais para sua campanha de um fazendeiro acusado de ser o mandante do assassinato do líder indígena Marcos Veron.

“O cheque assinado por Jacintho Honório da Silva Filho foi registrado no TRE em 30 de setembro de 2014, quando Tereza Cristina concorria a uma vaga na Câmara pelo PSB”, diz a Folha de S. Paulo.

A futura ministra da Agricultura respondeu à reportagem que a família do fazendeiro “é amiga de longa data” e que a doação “é garantida pela legislação vigente”.

Como desvendar os primeiros sinais do futuro governo Bolsonaro? SAIBA MAIS

Comentários

  • Izaque -

    Recebeu a doação legalmente e não tem responsabilidade pelos atos posteriores do doador

  • Nova -

    O cara matou um indigena "supostamente". Fodase porra, quem liga, é indio. Fez foi serviço ao Brasil!!! A ministra sendo competente e honesta já basta.

  • Nova -

    Sendo competente/honesta já basta!

Ler 109 comentários