"Amigos não funcionam assim", diz Pompeo sobre vantagens para o Brasil na relação com os EUA

“Amigos não funcionam assim”, diz Pompeo sobre vantagens para o Brasil na relação com os EUA
Foto: Reprodução/Governo de Roraima

Ernesto Araújo disse nesta sexta-feira, em Boa Vista, que em vez de fazer ‘concessões’ aos EUA, o Brasil e os Estados Unidos mantém uma “relação de longo prazo” com “diversos movimentos de parte a parte”, no “sentido positivo”.

“O importante é a convergência”, afirmou o ministro das Relações Exteriores.

Araújo citou o patrocínio americano à Operação Acolhida (que recebe venezuelanos no Brasil) e as doações de equipamentos hospitalares durante a pandemia como exemplos de reciprocidade na relação bilateral.

O ministro também alegou que Brasil e EUA têm hoje a “liderança” da discussão da globalização pós-pandemia.

Respondendo à mesma pergunta, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, afirmou que a relação Brasil-EUA não é “transacional”. “Amigos não funcionam assim”, disse o secretário.

Leia mais: Um governo doente. Clique para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 32 comentários
TOPO