Amoêdo: "As pessoas estão virando a página do antipetismo"

Telegram

Em entrevista ao Estadão, João Amoêdo demonstrou não acreditar que o antipetismo ainda esteja muito presente nas eleições municipais de 2020. Para o presidente do Partido Novo, o bolsonarismo não tem a mesma força de 2018.

“As pessoas estão virando a página do antipetismo. O cidadão está preocupado com coerência. O viés ideológico será menor”, avalia Amoêdo. “O bolsonarismo foi muito forte na polarização, mas está decrescente. Bolsonaro se isola ao atacar as instituições. Se isola do Congresso, do partido e acaba se restringindo a um núcleo familiar. Esse processo vai continuar e vai desgastar o bolsonarismo.”

Perguntado sobre de que forma avalia os primeiros nove meses do governo de Jair Bolsonaro, Amoêdo respondeu:

“Tem aspectos positivos, notadamente a equipe econômica. Alguns ministros têm feito um bom trabalho: Infraestrutura, Agricultura, Justiça. Na pauta econômica há um alinhamento muito grande com o que Novo defendia, que é a responsabilidade fiscal, reforma da Previdência, liberdade econômica. O lado negativo tem alguns pontos. O primeiro: não existem prioridades. O presidente atua em várias frentes e dá muita ênfase a assuntos que não são prioritários para um país com quase 13 milhões de desempregados. Outra coisa que me incomoda é a questão das instituições. Muitas vezes há ataques às instituições. A gente viu isso em relação à Polícia Federal, imprensa, Supremo, partidos, Congresso.”

Comentários

  • Suzana -

    O antipetismo nunca terá fim! Amoedo é dose. O q tem os deputados e vereadores de posicionados tem esse aí de insosso

  • Brayan -

    Mostra que não tem fibra e será engolido facilmente pelo Foro de São Paulo, se tivesse no lugar de Bolsonaro teria negociado tudo com o congresso de forma bem pior.

  • ROSÂNGELA -

    Amoêdo está certo, o país está sendo entregue de volta ao PT de mãos beijadas, por esse governo absurdo.

Ler 154 comentários