Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Amoêdo: bolsonarismo 'atrapalha a unidade' nos partidos

Em entrevista ao Papo Antagonista, ele afirmou que o fato de o presidente ainda não ter escolhido um partido contribuiu para que isso ocorresse
Amoêdo: bolsonarismo atrapalha a unidade nos partidos
Arte: Joelto Mata

João Amoêdo comentou, em entrevista ao Papo Antagonista nesta segunda-feira (19), sua desistência de ser o pré-candidato do Novo à Presidência da República. Ele citou “a falta de unidade” no partido e falou sobre a existência de uma base bolsonarista no Novo.

Segundo Amoêdo, o fato de Bolsonaro não ter escolhido uma legenda fez com que os adeptos de suas ideias se espalhassem para várias siglas do país, o que contribuiu para os conflitos internos em vários partidos.

“Eu acho que o Novo, na verdade, assim como vários outros partidos, vem sofrendo pelo fato de Bolsonaro não ter um partido. Se eu soubesse, eu teria trabalhado para o Bolsonaro criar o Aliança [pelo Brasil], mas eu achei que ele fosse ter o mínimo de competência para criar um partido, mas nem isso ele teve. […] O fato de o Bolsonaro não ter um partido ter um partido faz com que você tenha em vários partidos, hoje, no Brasil que são adeptas do bolsonarismo, e isso atrapalha a unidade das instituições.”

Segundo Amoêdo, o Novo passa por um processo de amadurecimento e que “em algum momento” o partido terá “uma unidade maior”. 

Mais notícias
TOPO