Amoêdo: "O Bolsonaro vai se enfraquecer ao longo do tempo"

Amoêdo: “O Bolsonaro vai se enfraquecer ao longo do tempo”
Foto: Divulgação/João Amoêdo/Flickr

O Estadão perguntou a João Amoêdo sobre as possíveis candidaturas presidenciais de Luciano Huck, Sérgio Moro e João Doria em 2022.

Ele respondeu assim:

“Acho difícil essas frentes amplas que nascem em cima de nomes em vez de pautas. São frentes que aparecem como amplas, mas cada um tem sua própria agenda. No final, elas pouco avançam.”

Amoêdo acrescentou que “o Bolsonaro vai se enfraquecer ao longo do tempo” e, “por isso, uma frente se torna menos relevante”.

“Acho difícil algum desses nomes abrir mão para o outro.”

Ele defendeu uma candidatura do Novo em 2022 e afirmou estar “mais propenso a não colocar” seu nome.

Mais notícias
TOPO