Amoêdo sobre segundo turno: "Decisão vai ser do partido"

Telegram

João Amoêdo, que, com pouco mais de 2,7 milhões de votos (2,5%), superou Marina Silva, Alvaro Dias e Henrique Meirelles, fez um balanço de sua participação na corrida eleitoral.

“Nessa primeira eleição, a gente já desponta como uma força política importante, ficando à frente de candidatos tradicionais, à frente de partidos que já têm muito tempo aí. Tudo isso mostrando desejo da população de renovação”, afirmou o fundador do Novo, segundo O Globo.

Sobre sua posição no segundo turno, afirmou:

Sim, há uma proposta autoritária nesta eleição. Você precisa saber disso clicando AQUI

“Eu descarto votar no PT, mas a decisão (de eventualmente apoiar Bolsonaro) vai ser do partido.”

O Novo elegeu 8 deputados federais em 5 estados, 11 deputados estaduais e 1 distrital.

Amoêdo: “Precisamos entender um pouco mais as ideias de Bolsonaro”

Comentários

  • Sandra -

    Amoedo está perdendo o trem da política. É melhor só se voltar para a empresa dele.

  • Sonia -

    Aí que está o problema!!! O Boxo consegue passar suas ideias de governo??! Ele sabe explicar os projetos que colocou no papel e registrou no TSE?! Ele é uma Dilma de calças. Mais 4 anos de tosquei

  • REVOLTADO -

    Se Amoêdo quer impulsionar esse projeto de renovação, tem obrigação de declarar apoio a Bolsonaro! É a única chance de pô-l0 em prática no futuro, com a libertação do país das garras petra

Ler 142 comentários